- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

IMPROVISOS PREPARADOS (II)

.

LULA E OS IMPROVISOS PREPARADOS (II)

 

Em “post” anterior, SOBRE “BRANCOS DE OLHOS AZUIS” (http://www.jorgedasilva.blog.br/?p=9 [1]), disse que não acho, como muitos, que o presidente Lula, sempre que fala de improviso, descuida-se e acaba dizendo bobagens. Muito pelo contrário, penso eu. Não digo que ele não fale o que parece bobagens, mas se o faz é de propósito. Dei àquele “post” o subtítulo IMPROVISOS PREPARADOS.

Agora o presidente, em solenidade em São Luis, Maranhão, afirma: “Eu quero é saber se o povo está na m. e eu quero tirar o povo da m.

Quem achar que o presidente falou de improviso é, no mínimo, ingênuo. Com certeza, foi tudo muito bem pensado, do que são exemplos a repercussão do episódio (que ele previu no mesmo discurso…), e a visibilidade conseguida sobre os temas reunidos no “improviso”: saneamento básico e benefício aos pobres). Não fosse a utilização daquela palavra, é mesmo possível que só os presentes à solenidade e uma pequena parte do povo de São Luis tivessem conhecimento da sua mensagem.           

Lula não é erudito, mas possui, indiscutivelmente, inteligência superior (o que não se pode dizer de muitos de seus críticos, que posam de instruídos e eruditos, mas…). Ele sabe que, em função do ethos de nossa sociedade, ser rico é pecado. Outro dia, como nos informa Ancelmo Góis (O Globo, 28.8.2009), o homem mais rico do Brasil, Eike Batista, em palestra na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), dirigiu-se aos presentes nos seguintes termos: “Nós, da classe média”. Só falta Eike Batista dizer que é pobre para Lula pular de 83% de aprovação para 100%.

Bem, se alguma coisa há de se condenar no presidente é a não seletividade dos meios que utiliza para atingir os seus objetivos. De qualquer forma…

.