foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

CARAS DE PEDRA

4 Comentários, deixe o seu

.

Em certos países, o poderoso flagrado em atos de alta corrupção se mata, com vergonha da família, dos amigos e da sociedade. Em outros, é considerado traidor do povo e da nação, e é fuzilado. No Brasil, o poderoso pego com a mão na massa não se envergonha (a família, às vezes, rouba com ele…) nem é considerado traidor do povo. Mostra-se, ele sim, indignado, desafiando quem quer que seja a provar o provado. Negam, negam, negam, com a maior cara de pedra…

4 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


4 comenários to “CARAS DE PEDRA”

  1. José Medina disse:

    No Brasil a grande corrupção, não se matam ou não têm vergonha, porque sabem que o Judiciário Brasileiro, foi criado apenas, para condenar, o ladrão de galinha.

  2. jorge disse:

    É isso, Medina. Até parece que ainda estamos na monarquia, em que as prisões eram só para a plebe.

  3. TOM TELLES disse:

    As prisões são para pobres ou a prestação técnica é inalcançável ao pobre?
    Há crimes famélicos que ainda carecem de recursos… LP ou RP
    Vide a quantidade de apenados com pré requisitos contidos na VEP para beneficio penal sem alcance mínimo da lei, pois sem provocação, a inércia impera…
    Com isso, a digital da massa carcerária se manterá pobre, pretos, quase pretos e por aí vai…

  4. jorge disse:

    Caro Tom Telles,
    É assim porque foi concebido para ser assim mesmo, lamentavelmente. É muita desfaçatez.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment