foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

POLICIAIS DE UPPs “DESCEM O MORRO”. AFINAL, DE QUEM FOI A DECISÃO?

2 Comentários, deixe o seu

Ao final de uma semana marcada pela violência e o medo, o Jornal O Dia traz a notícia de que o comandante da PM decidira que os PMs das 38 UPPs também patrulhariam o entorno das “comunidades”, medida determinada na quinta feira, dia 5. Na matéria, assinada por Adriana Cruz, lê-se: “Policiais de UPPs vão descer os morros para patrulhar as ruas / Decisão foi do comandante da PM e gerou mal-estar com o secretário de Segurança. PMs vão reforçar patrulhamento em mais de 50 pontos do Rio.”

Acontece que a notícia saiu na edição de 07/11, sábado, um dia depois que o jornal O Globo, em matéria assinada por Antônio Werneck, divulgou que a decisão partiu do secretário de Segurança: “Secretário determina reforço no policiamento em 50 pontos do Rio / Ordem de Beltrame teria como objetivo reduzir a criminalidade à noite e de madrugada.

Ué! E o “mal-estar” mencionado por Adriana Cruz? Penso que os dois jornalistas devem esclarecer esse ponto. Pode ser um mero problema de ruído na comunicação, mas pode ser um problemão. Afinal, acertada ou não, de quem foi a decisão?

 

2 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


2 comenários to “POLICIAIS DE UPPs “DESCEM O MORRO”. AFINAL, DE QUEM FOI A DECISÃO?”

  1. José Medina disse:

    A polícia em termo de sociologia, é o primeiro orgão do estado, mas tem sido usada apenas em politicagem, e não no sentido real, da segurança social.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment