foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

AUMENTO DE HOMICÍDIOS NAS METRÓPOLES

6 Comentários, deixe o seu

.

Leio em chamada de primeira página de O Globo (04/11/2015): “Homicídios sobem nas metrópoles”.

Pensei inicialmente que a matéria tinha a ver com o fato de o Brasil ser o país com o maior número de homicídios do mundo, maior até do que o da Índia, país com mais de 1 bilhão e 200 milhões de habitantes (relatório da OMS, divulgado em dezembro de 2014). Não era. Tratava-se do aumento de homicídios em grandes cidades dos Estados Unidos, que teve quase quatro vezes menos homicídios do que o Brasil. Como explicar a façanha brasileira?

6 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


6 comenários to “AUMENTO DE HOMICÍDIOS NAS METRÓPOLES”

  1. Eron disse:

    Como explicar de fato realmente não sei, mas em minha opinião esses números refletem as ações dos legisladores nos EUA. No Brasil os interesses deles são outros…

  2. jorge disse:

    Acho que também é por aí.

  3. José Medina disse:

    A grande criminalidade e assassinatos, nos Estados Unidos, provém do comércio livre das armas, e, no Brasil é criada pela corrupção e impunidade, através dos Três Poderes da República. “Os grandes estudiosos” por ignorância ou covardia, acham-se que é a ineficiência policial.

  4. Professor, acho que esses jornalistas brasileiros, na falta de capacidade de pesquisa ou preguiça, têm copiado as matérias noticiadas no exterior e republicado-as aqui em nosso país.

  5. jorge disse:

    Concordo. Muitos deles são especialistas em generalidades.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment