foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

TRÊS TIPOS DE REAÇÃO AOS ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO

3 Comentários, deixe o seu

.

Dependendo da sociedade, é possível vislumbrar, grosso modo, três tipos de reação. Em certas sociedades, o poderoso flagrado com a mão na massa pede desculpas, sai de cena ou comete suicídio de vergonha; em outras, seus atos são considerados alta traição à pátria, o que o leva à morte por fuzilamento; já em outras, não há falar em vergonha, falha de caráter ou traição. O corrupto poderoso é que se apresenta em público indignado, falando em defesa da honra ultrajada e exigindo provas do provado.

Curiosamente, a reação dos cidadãos também varia de uma sociedade para outra. Em algumas, a indignação popular é geral; em outras, nenhuma; e em outras, parcial, seletiva, não importando a corrupção em si nem o tamanho da roubalheira, e sim o alinhamento dos envolvidos a estes ou aqueles grupos de interesse, partidários ou ideológicos. Daí, toda luminosidade possível na corrupção dos “outros”, e toda fumaça possível para encobrir a corrupção dos “nossos”. Como se desonestidade fosse só roubar dinheiro… Pergunte-se: e a sociedade brasileira?

3 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


3 comenários to “TRÊS TIPOS DE REAÇÃO AOS ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO”

  1. Cel Wilton disse:

    Não há mais dúvidas, todos são psicopatas, além das outras ” qualidades “. Sòmente isso explicaria o cinismo explicito, regular e cada vez mais progressivo.

  2. jorge disse:

    Tá difícil encontrar uma “maçã boa” entre os políticos e grandes empresários brasileiros.

  3. José Medina disse:

    Deus fez o ímpio, para destruir o próprio ímpio: Mas muitos deputados debocham, dos delatores, até mesmo a própria presidenta. Esquecendo-se, que a maior arma contra o inimigo, é o próprio inimigo.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment