- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

OPERAÇÃO LAVA-JATO, SÉTIMA ETAPA. – E A OITAVA?

.

Nos jornais e nas TVs. Bomba! Mais uma bomba: altos executivos de grandes empreiteiras presos pela PF. Não é pouca coisa, mas ninguém se iluda com o fato de que, pela primeira vez no Brasil, se descobre a pólvora: que corruptos e corruptores são faces da mesma moeda. Sétima etapa? Dou uma caixa de bombons a quem adivinhar como serão a oitava e a última. Arrisco um palpite: com bons advogados, todos soltos rapidinho “por falta ou insuficiência de provas” ou, na remota hipótese de condenação em definitivo, mandados cumprir pena no conforto de suas mansões por “falta de locais adequados no sistema prisional” ou por “problemas de saúde”. Claro! O sistema é adequado para criminosos da plebe ignara, muitos dos quais sem condenação (Obs. 40% de encarcerados no Brasil são provisórios). Podemos concluir que estes são sadios e sem problemas de saúde, além de não terem a “prerrogativa” da prisão especial. Procede. Nobreza é nobreza; plebe é plebe. Afinal, estamos no Brasil… Com certeza, os que ajudavam a operar o esquema da Lava-Jato e os que serviam de mulas, transportando dinheiro vivo para lá e para cá, pegarão 40 anos em regime fechado, como aconteceu com Marcos Valério, o operador do mensalão. Aí querem que a policia acabe com a criminalidade do andar de baixo. Pode?