foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

PM EXEMPLAR

7 Comentários, deixe o seu

.

Pelo que vi no RJTV hoje, 25 de setembro, a ação da PM na Tijuca pareceu-me exemplar. Não consigo conter a satisfação, motivo pelo qual escrevo este “post”. De parabéns todos os que participaram da operaçao que culminou com a morte (não havia alternativa) do bandido que ameaçava explodir uma granada, com riscos não só à refém como aos policiais e circunstantes. Mas parabéns principalmente ao coronel Príncipe, que mais uma vez mostra o seu valor e desprendimento, e ao PM atirador de escol, pela precisão e o aproveitamento do momento oportuno para atirar.

Ao vivo: isolamento do local, negociação até o limite, posicionamento, proteção à vítima. Profissionalismo.

De parabéns todos os policiais-militares. E, claro, o comandante da PM.

.

7 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


7 comenários to “PM EXEMPLAR”

  1. F. Cristina disse:

    Também quero deixar aqui os meus parabéns. Foi uma ação integrada. Gostaria que todos os dias fossem iguais assim, onde o policial militar mostra todo o seu valor e a sociedade aplaude de pé.

  2. Melquiades Abrão Assad disse:

    Senhor Coronel PM e antropólogo JORGE DA SILVA,

    Boa noite,

    “Como afirmavam os imperadores romanos, dê pão e vinho, com um pouco de circo, ao povo, e nós os teremos nas mãos.”

    Operações como a ocorrida na Tijuca- Acontecem nos melhores lugares do mundo.

    Entretanto a exposição por mais de 48 horas na mídia, bem como a entrevista do
    (snipper) a meu ver foi um sensacionalismo por parte de uma mídia selvagem.

    Certíssimo o secretário de Segurança, José Mariano Betrame, não gostou de ver exibido na imprensa o rosto e o nome atirador de elite (snipper) do 6o BPM, que matou um tomador de refém na Rua Pereira Nunes, na Tijuca.

    Snipper deve fica com a boca calada e no anonimato. РQuer holofotes vai ser ator Global ou Senador da Rep̼blica.

  3. Caro Melquíades,
    Concordo. Também estranhei.

  4. Antonia de Fátima Vieira de Mello disse:

    Esse “aviso” do Secretário Beltrame é muito tímido… está na cara que o tal do Buzinello fez do fato um mote para a sua promoção pessoal, tanto é que até pousou entrgando flores à vítima de classe média e se esqueceu de, pelo menos, entregar uma rosa à ma~e do FULLDIDO que ele fez questão de “executar” para aparecer e se reabilitar perante a sua tropinha justiceira azulada. Essa “escola militar de reabilitação” já é manjada. Até um capitão que deixou uma bomba explodir no seu colo em pleno 1º de Maio no Riocentro também foi promovido. Por falar em promoção por bravura, como é que ficou o caso daquele PM mal remunerado que usou o seu “brindado” de R$ 120.000,00 para salvar os companheiros efridos no Juramento?????? A PM vai de mal a pior. Mas o Secretário só manda “aviso”…

  5. Allan Marques Santos disse:

    Bem que poderíamos comemorar muitos tiros certeiros que fossem direcionados a prevenção de muitos acontecimentos desse tipo, já que esse sucesso não representa nada de novo se considerarmos que constantemente delinquentes ou pessoas suspeitas por motivos vários são mortas, sem, contudo vermos melhora na segurança pública.
    O medo, a insegurança do sequestrado e do sequestrador talvez tenha certa semelhança; tanto o sequestrado quanto o sequestrador pode ser atingido pela bala da polícia, e o sequestrador por sua vez tenta se agarrar cada vez mais à vítima, na ânsia de se não o fizer, mesmo depondo a arma, ter ali naquele momento seus últimos instantes de vida, condenado a morte como naquele fatídico 174 e outros.
    Tanta euforia pode nos levar ao imaginário de que precisamos de muitos e muitos atiradores de elite como solução de um problema tão sério, o que pode tornar no futuro as ações criminosas muita mais violenta, de quem não tem nada a perder, como certos fanáticos mundo afora que conhecemos.

  6. Igor disse:

    Sem dúvida uma ação exemplar que deve ser destacada e parabenizada.

  7. João Jacques S. Busnello disse:

    Esclarecimento ao Sr.: Melquiades Abrão Assad.

    1-Não sou ator global, sou servidor público concursado, agente da segurança pública, logo em 16 anos de serviços prestados, diversos cursos de especializaçoes e extensão, até hoje não li em lugar algum, quanto a legislação brasleira em relação ao anonimato, dos atos dos servidores públicos, ainda mais na área da segurança pública, (LUTAMOS TANTO CONTRA ISSO NO PASSADO ONDE O SECRETISMO E O OCULTISMO GEROU MUITA DOR E SANGUE DERAMADO EM NOSSA SOCIEDADE), LOGO sou responsavel pelos meus atos praticadoss e deles tenho de prestar conta a sociedade via as instituiçoes estabelecidas assim eh NO ESTADO DEMOCRATICO DE DIREITO, no caso ali, apresentando ocorrencia na delegacia policial, onde o inquerito eh público e isso eh a fortaleza da nossa liberdade e garantida dos nossos direitos, como vcs podem concordar com anonimato qndo um agente público, autorizado pela lei, preparado pela instituiçao pública para servir ao cidadão qndo dessa demanda, devidamente autorizado, lamento mas ocultar isso e esconder isso nao aprendi em momento algum da minha vida ou carreira profissional, mas como aqui somos muito das vezes negativos com nossas falidas instituiçoes eh mais facil admirar o contra do que valorizar aquilo que eh pra servir a todos, assim eh mais facil criticar do que estudar o problema a fundo, por isso VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA , VALORES QUE JUREI DEFENDER COM MINHA PROPRIA VIDA EM PÚBLICO E NAO NO OCULTISMO E SECRETISMO QUE SERVE A POUCOS E A INTERRESEES ESCUZOS, lamento seu veneno oficial replicando coisas inocuas com o senhor, LAMENTO TBM O SR Secretario nao ter comparecido em nosso Batalhão, para ao menos comprimentar os PPMM, que iniciaram a ocorrêcnia e nela tiveram a calma, preparo e confiança em pedir apoio em de imediato isolar a acionar seus colegas para solucionar a crise instalada, nçao vou lembrar que a um ano atras na própria Tijuca ocorreu uma desgraça devido a nao observancia destes preceitos.
    E so pra lembrar duas passagens.:

    “Ações:

    não há no mundo distância maior do que aquela que as separa das palavras.

    “OS BONS NÃO TEM VALOR NA MENTE DE QUEM NÃO PRESTA”

    “Covardia e fraqueza nunca salvaram ninguém” – Iman Shamil (1797-1859)

    PENSE NISSO ANTES DE FALAR DE UM POLICIAL MILITAR.

    JOÃO JACQUES SOARES BUSNELLO
    MAJ PM RG 56.118 6 BPM

    PS: ENCONTRO-ME A DISPOSIÇAO PARA QUALQUER ESCLARECIMENTO.
    ESPERO A PÚBLICAÇÃO NA INTEGRA.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment