- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

HORA EXTRA PARA PMs

.

Na capa do jornal EXTRA de hoje, dia 30/04/14, lê-se:

“PM CASSA FOLGAS DA TROPA PARA CONTER ONDA DE ROUBO NAS RUAS” / Medida vale para todo o mês de maio e visa à redução dos índices de violência, sobretudo o de assalto a pedestres, que subiu 53,2% no estado, como informou o EXTRA no domingo. Pagina 11

Como sempre, a PM e os PMs se desdobram, com denodo e sacrifício, no esforço de dar resposta aos desafios da segurança da população. Cito trecho de postagem anterior em que abordo o tema (http://www.jorgedasilva.blog.br/?p=16 [1] ):

“[…] Ver-se-á que, sem sombra de dúvida, se trata dos trabalhadores com a maior carga de obrigações e a menor parcela de direitos. Dos brasileiros com a maior carga horária de trabalho, comparados aos de qualquer outra atividade ou instituição.” […[ paira sobre a sua cabeça, na condição “especial” de militar […],  a espada de Dâmocles do regulamento disciplinar e do Código Penal Militar, que o obrigam a estar à disposição da Corporação, sem direito de reclamar, durante as 24 horas do dia, os 365 dias do ano, proibido inclusive de executar, mesmo nas horas de folga, alguma atividade para complementar a renda familiar. Hora extra? Repouso semanal? Direito de greve, de sindicato? Nem pensar… Em suma, o PM é submetido a uma espécie de capitis deminutio maxima (perda total da cidadania): não desfruta os direitos do trabalhador comum, nem os do servidor público em geral, nem os do policial civil.

Que o poder público e a sociedade civil reconheçam mais esse esforço que se anuncia. Talvez tenha chegado a hora de o governo pensar, pelo menos, em pagar hora extra aos PMs que vão atuar nas folgas. Suas mulheres (e maridos) e filhos agradeceriam muito.