foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

APITO. UM SILVO LONGO E UM SILVO BREVE

2 Comentários, deixe o seu

.

O Código de Trânsito Brasileiro prevê sinais sonoros, com a utilização de apito, para que o agente de trânsito oriente os motoristas e pedestres. Um desses sinais de apito é representado por “UM SILVO LONGO E UM BREVE”, com o seguinte significado: “TRÂNSITO IMPEDIDO EM TODAS AS DIREÇÕES”. No Rio, depois do silvo longo e do silvo breve, o agente parece ter engolido o apito.

 

2 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


2 comenários to “APITO. UM SILVO LONGO E UM SILVO BREVE”

  1. Adilson da Costa Azevedo disse:

    Caro Jorge,

    Não sejas pessimista. Uma parcela da população está muito contente: 1- a dos marginais. Os assaltos em série na Avenida Brasil, na pista do meio, são praticados com a maior tranquilidade por grupamentos de cerca de vinte pessoas que batem nos vidros com as armas, obrigando as pessoas a baixarem o vidro e subtraindo os bens das vítimas. Estas, não querem perder tempo nas Delegacias para registro, porque ficarão sem os bens, aborrecidos e futuramente incomodados e…… sem resultado. 2- A dos vendedores ambulantes, que vendem água mineral, biscoitos, refrigerantes etc. 3- A dos mecânicos, tendo em vista que os carros mais antigos enguiçam, fervem etc 4- A dos pedintes que sabem que no engarrafamento aumenta a generosidade dos usuários pelo medo. 5- A dos donos de postos de gasolina, em virtude do aumento considerável do consumo de combustível nos engarrafamentos. Esses são os beneficiados diretamente. Creio que esse rol possa ser acrescido.

  2. jorge disse:

    Caro Adilson,
    Bem observado. Eu não tinha pensado nisso.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment