foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

OS PROTESTOS E A “GENI”

2 Comentários, deixe o seu

.

Lá atrás, quando as manifestações contra os aumentos das tarifas foram anunciadas, as autoridades minimizaram-nas e, mesmo antes de as mesmas começarem, desqualificaram os manifestantes, afirmando tratar-se de uma minoria de baderneiros, a merecer exemplar repressão. Então, em vez de acionarem a polícia para que as manifestações se realizassem em ordem, como ocorre em sociedades democráticas, optaram realmente por reprimi-las. E deu no que deu. Foi assim em São Paulo, Rio e Brasília.

Diante das consequências negativas da decisão (acirramento dos ânimos; manifestantes e policiais feridos; jornalistas atingidos por balas de borracha; infiltração de vândalos etc.), as autoridades, perplexas, recuaram. O governador de São Paulo chegou a anunciar em entrevista que proibira a PM de continuar a usar balas de borracha, e os de Brasília e Rio também mudaram o tom. Agora, a polícia deveria dialogar, fazer um pacto de atuação com os manifestantes. Resultado: a polícia, que antes fora acusada de despreparo e de truculência, continuou a ser acusada de despreparo, mas por omissão ou passividade.

Bem, no rescaldo das escaramuças, só a polícia continua a ser execrada, ainda que agredida por vândalos, como se fora a “Geni”. Não é o caso de entrar no mérito dessa discussão, pois a polícia há de ter as suas culpas, mas não dá para entender que só ela seja questionada. E os outros? E as autoridades?…

PS. Chico Buarque certamente me perdoará pela comparação.

 

2 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


2 comenários to “OS PROTESTOS E A “GENI””

  1. Emir Larangeira disse:

    Lapidar!

  2. jorge disse:

    Acontece com a PM a mesma coisa.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment