foto de Jorge Da Silva

Jorge Da Silva é cientista político. Doutor em Ciências Sociais pela UERJ e professor-adjunto / pesquisador-visitante da mesma universidade. Professor conteudista do Curso EAD de Tecnólogo em Segurança Pública (UFF - CEDERJ / CECIERJ). Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, no Rio, serviu antes à PM, corporação em que exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral. Foi também secretário de Estado de Direitos Humanos/RJ. É vice-presidente da LEAP Brasil ('Law Enforcement Against Prohibition Brazil' (Agentes da Lei Contra a Proibição)).

Ver perfil

Os conteúdos dos textos deste Blog podem ser usados livremente. Pedimos, no caso, que sejam consignados os devidos créditos, com a citação do autor e da fonte.

 



 

 

PROTESTOS NO LEBLON E A SENHORA MELLO FRANCO

3 Comentários, deixe o seu

.

Circula na internet vídeo postado por uma senhora pertencente a tradicional família carioca, no qual ela ofende o governador do Estado de forma raivosa. Diz-se indignada com o que aconteceu ontem, dia 4, no Leblon, bairro nobre do Rio de Janeiro. Segundo ela, jovens faziam uma manifestação pacífica contra o governador, próximo à sua residência, quando a polícia os teria reprimido com violência, com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo e pancadas. Aproveitou para também desancar a Rede Globo e a polícia, esta chamada por ela de despreparada e “sem treinamento”.

Bem, não entro no mérito das suas ofensas, mesmo porque me pareceu que ela tem motivações pessoais. Só me pergunto uma coisa: por que só agora ela vem a público dizer o que acha do governador? Por que não fez referência às mortes da semana passada na Maré, de um sargento da mesma polícia que considera despreparada e de dez pessoas que não moravam no Leblon? Quer dizer que o mundo dela, ou melhor, o Rio de Janeiro dela se restringe ao seu pequeno bairro?

 

3 Comentários, deixe o seu   |    Imprimir este post Imprimir este post    |   


3 comenários to “PROTESTOS NO LEBLON E A SENHORA MELLO FRANCO”

  1. jorge disse:

    Caro Antunes,
    OK. Só não entendi a relação que o amigo faz com a postagem que comenta.

  2. LÚCIA ASSAD disse:

    MEU CARO COMANDANTE, PARABENIZO O Sr PELO SEU BLOG; DEIXO AQUI MINHAS CONSIDERAÇÕES:ACOMPANHEI BEM ESSE PROTESTO NO LEBLON, E SÓ QUEM ESTEVE POR PERTO, PÔDE VER, O QUE REALMENTE ACONTECEU ! SOU ESPOSA DE UM POLICIAL MILITAR,APOSENTADO E PELA PRIMEIRA VEZ, SENTI PENA EM VER TANTAS PESSOAS DESORIENTADAS OU MESMO ALUCINADAS TRATANDO OS POLICIAIS COMO SE FOSSEM OS VERDADEIROS BANDIDOS DESTA BÁRBARA PASSAGEM EM NOSSA HISTÓRIA. FIQUEI MUITO CHOCADA ! BOM, COM RELAÇÃO A ESTA Sra, PENSO COMO O Sr,NÃO SÓ ELA,MAS A MAIORIA DAS PESSOAS ESQUECEM QUE POR TRÁS DAQUELAS FARDAS, HÁ UM CHEFE DE FAMÍLIA.ESTA Sra ESTÁ UM POUCO NERVOSA, DEVE SER APENAS COM OS TRANSTORNOS QUE SEU VIZINHO ILUSTRE LHE CAUSOU ! EU REALMENTE, GOSTARIA DE PODER DAR UM CONSELHO A ELA, QUE MUDE-SE OU AJUDE AS PESSOAS QUE ESTÃO SE DESGASTANDO NESSA ÁRDUA TAREFA DE TENTAR ARRUMAR UM NOVO ENDEREÇO PRO GOVERNADOR. BANGÚ É CLARO ! BOA NOITE !

    UM ABRAÇO

  3. jorge disse:

    Cara Lúcia,
    É isso mesmo. A gente precisa dizer o que sente. Se ficarmos calados, pensam que concordamos com tudo de errado. Obrigado pelo comentário.

Envie o comentário


0/Limite de 1800 caracteres

Add video comment