- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

ENTRE “RACIALISTAS” E RACISTAS

.

(Nota prévia.  Texto mandado por Carlos Alberto Medeiros, que o enviara para a seção “Dos Leitores” do jornal O Globo a propósito do editorial daquele jornal publicado no dia 9 ago. Medeiros mandou o comentário para o jornal, mas achava que não iam publicar. De fato, o jornal publicou vários comentários sobre o assunto, mas só os que concordavam com o editorial. Embora para um número restrito de leitores, publico abaixo o seu texto. O título é meu).

Para quem quiser entender as fragorosas derrotas que os autodenominados “antirracialistas” vêm acumulando no Supremo e no Congresso, basta ler o editorial de ontem do jornal O Globo, um resumo das contradições e incoerências que caracterizam sua argumentação. Exemplos: o Brasil não se sustenta na raça, mas na miscigenação (que é a mistura do que mesmo?); a culpa pela escravidão deve ser igualmente dividida entre a regra (os senhores brancos) e a exceção (os raros proprietários negros); e os brancos pobres estão sendo terrivelmente prejudicados, apesar de o sistema recentemente aprovado no Senado reservar 50% vagas para candidatos oriundos da escola pública – qualquer que seja sua identificação etnorracial –, favorecendo os mais pobres, sendo a cota para negros apenas uma parcela desse total. Na verdade, os brancos pobres deveriam ser gratos ao Movimento Negro e seus aliados, já que, graças a eles, estão tendo inéditas oportunidades de acesso ao ensino superior. Com argumentos dessa natureza, pode-se convencer apenas quem já está convencido. Mas não dá para enganar quem dedique um mínimo de seriedade à questão.