- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

NOTA DE REPÚDIO DA AME/RJ

.

Transcrevo abaixo, em apoio, a Nota de Repúdio da AME/RJ  contra a venda do QG da PMERJ. Alguém me responda: que benefícios a medida traria à PM, à segurança, ao Rio de Janeiro e à sociedade em geral?

 _______________________________________________________

ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS

DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – AME/RJ

IDEALISMO NA LUTA POR DIREITOS  

 

REPÚDIO

 

A Associação dos Oficiais Militares Estaduais do Rio de Janeiro – AME/RJ, entidade de classe representativa de Policiais e Bombeiros Militares do Estado, no sentido de assegurar a preservação do patrimônio da Policia Militar, vem através do presente manifestar profundo e absoluto REPÚDIO à venda do Quartel General da PMERJ promovida pelo Governador, cuja intenção do negócio, segundo notoriamente anunciado pelo referido Governante, é acabar com o conceito de aquartelamento na corporação.

O próprio onde está sediado o Quartel General da PMERJ alberga valores imateriais incomensuráveis, de expressão histórica relevante não só para a cidade e o Estado do Rio de Janeiro, mas para a formação do Brasil. A importância estratégica do Quartel General é inquestionável e sua localização propicia o eficiente e versátil desdobramento e a rápida articulação de unidades policiais e tropas para qualquer parte da cidade, possibilitando uma prestação de serviço efetiva e célere.

O negócio imobiliário promovido pelo Governador retira da PMERJ o seu bem maior, a sua casa, um imóvel que se insere num contexto arquitetônico que traduz parte da história do Brasil. Com essa venda, vence a ganância do poder público, a especulação imobiliária, o descaso com a história,  e a passividade da população que não dá valor ao que lhe pertence. Por sua vez, perde-se mais de duzentos anos de história, a dignidade do policial militar, a honra dos que poderiam ter evitado tal tragédia, e nossos descendentes que sequer poderão contemplar uma caserna que abrigou grandes e ilustres militares brasileiros, heróis de nossa pátria.

Por conta de tudo isso e, sobretudo, em razão de tudo que simboliza e significa o imóvel do Quartel-General para a PMERJ e para a cidade do Rio de Janeiro, a AME/RJ REPUDIA veementemente a venda do Quartel General da PMERJ.

À Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a associação itera irrestrito apoio e solidariedade.

Rio de Janeiro, 22 de maio de 2012

CARLOS FERNANDO FERREIRA BELO

PRESIDENTE

Associação de Oficiais Militares Estaduais do Rio de Janeiro – AME/RJ