- Jorge Da Silva - http://www.jorgedasilva.blog.br -

DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA DOS PMs (II)

 

PMERJ TEM NOVO COMANDANTE

 

Em postagem anterior (18 de maio, abaixo), falei de um tipo especial de vitimização no RJ. Referi-me à vitimização sofrida pelos policiais, em especial os PMs. Porém procurei mostrar que, mais do que vítimas de bandidos (o que vem num crescendo assustador), os PMs são vítimas dos próprios dirigentes, não só por este fato, mas principalmente pela atitude dos mesmos quando as coisas, aos olhos da mídia, não vão bem. Aí, resolve-se buscar culpados na ponta da linha. E os policiais azarados (os que, trabalhando com a pedagogia do confronto armado na cabeça, cometem erros elementares e vitimizam inocentes) são execrados publicamente pelas autoridades. Bodes expiatórios de desacertos gerenciais. E de bravatas.

 

O coronel Mário Sérgio Duarte acaba de assumir o comando da PMERJ, em substituição ao coronel Gilson Pitta Lopes, o qual, por sua vez, substituiu em janeiro do ano passado o coronel Ubiratan Ângelo. Duas crises na segurança pública e três comandantes em dois anos e meio; e duas posses a portas fechadas. Inédita estatística. Os três comandantes citados freqüentaram a mesma academia de polícia, mal saídos da adolescência, fizeram os mesmos cursos e galgaram os mesmos postos na carreira, o que significa dizer que têm mais coisas em comum do que diferenças. Pergunto: o que estaria errado na área da segurança pública do Rio de Janeiro?

 

Que o inteligente e ínclito coronel Mário Sérgio não seja o próximo bode expiatório.

 

Caro Mário Sérgio, que Deus o oriente e proteja!